O que o Jerry Maguirre quis ensinar aos vendedores?

Jerry Maguire é um baita filme. Teve diversas indicações ao Oscar, Globo de Ouro e arrematou alguns prêmios, além de ser um dos filmes de maior faturamento de sua época. A comédia dramática se passa num contexto de negócios em que Tom Cruise interpreta o personagem principal, um agente esportivo (empresário de atletas) que se desliga da empresa onde é funcionário e constrói sua própria agencia. No decorrer da trama, acaba conquistando apenas um único cliente: O talentoso e problemático jogador interpretado por Cuba Gooding Jr (vencedor do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante).

Apesar do temperamento difícil do cliente, por meio da persistência, Maguire passa boa parte da trama trabalhando com o cliente e o ajuda a conquistar o objetivo de ganhar um contrato de vários milhões de dólares.

No ano passado o filme fez seu 20º aniversário e o calendário de comemorações contou com um podcast com o diretor Cameron Crowe que discutiu seis lições de carreira importantes que eles quiseram passar aos expectadores:

1. Tudo o que é grande na vida leva tempo

Jerry Maguire levou cinco anos para ser feito. Na época, Crowe não estava trabalhando em nenhum outro projeto. Não é coincidência que o filme saia de uma ótima cena e vá para outra ótima cena. Tudo foi bem pensado. Eles não cortaram os cantos. Não pegaram atalho.

2. Voce não pode conseguir sempre o que quer – mas pode conseguir o que precisa

Crowe não se amarrou a visão original em que queria para o final do filme. Originalmente, Tom Hanks seria o interprete, e não Cruise. Mas Hanks estava ocupado com outros trabalhos e teve de rejeitar o papel para o filme. “- Procuramos imediatamente outro para o papel, então encontramos Tom Cruise, que estava imediatamente interessado”, diz o diretor. A melhor parte da história é que o filme não precisou ser alterado para se adequar à Tom Cruise.

Da mesma forma, muitas atrizes famosas fizeram testes para estrelar Dorothy, mas não se ajustaram a personagem. Mas então, uma desconhecida (à época) chamada Renée Zellweger fez o teste e foi admitida na hora.

A lição é: voce precisa ser flexível o suficiente para realizar ajustes e soluções corretas para seus problemas sejam adotadas ao longo do tempo. Ao invés de forçar, você deve encaixar a solução certa.

3. Acredite nas suas boas ideias

Se você acha que está pronto para tirar da gaveta o melhor projeto que voce já desenvolveu, voce está certo. Se voce acha que está prestes a encontrar o seu melhor trabalho, voce provavelmente está certo. Suas escolhas são sábias e elas irão determinar a sua motivação para o que decidir fazer.

4. Nada de bom na vida é realizado sem entusiasmo

Aqui está uma citação de Crowe sobre Cuba Gooding Jr., vencedor do Oscar com o coadjuvante Rod Tidwell:

“Ninguém tinha a exuberância intoxicante de Cuba. Ele realmente estava excitado pelo papel. Ele adorava empurrar Tom Cruise enquanto contracenava e isso se tornou muito divertido no filme. Tom adorou e essa exibição entusiasmada fez parte do filme.”

5. Fique com as pessoas que ficaram com vocÊ durante os momentos de baixa

Quem esteve contigo nos momentos que voce estava em baixa? Essas são as pessoas com quem voce deve seguir. Uma das mensagens que Crowe que passar no filme fez com que Jerry Maguire tivesse que encontrar essas pessoas e ficar com elas:

“Eu realmente queria superar essa idéia de que quando voce está pra baixo, voce fica surpreso com quem ficou com voce e quem não ficou. Muitas vezes, as pessoas que voce realmente acredita que estarão lá quando voce estiver pra baixo são as que realmente estão. Essa lealdade em relação a voce influencia a maneira como voce passa a enxergar a vida e a ver o mundo”.

6. Mantenha uma mente aberta

Lembre-se do garoto que interpretou o filho de Dorothy? O nome dele era Jonathan Lipnicki. Ele acabou sendo um dos personagens mais engraçados e inesperados do filme. No entanto, ele quase não fez o papel do garotinho.

Quando o diretor Crowe começou a pesquisa de elenco para um menino para desempenhar o papel, ele apenas deu uma orientação para seu diretor de elenco: “não quero ninguém que já fez um comercial do McDonald’s”. Crowe queria um ‘menino real’ que pudesse demonstrar um sofrimento real sem pai.

Eles realmente contrataram outra pessoa para desempenhar o papel por 3 semanas até que Crowe decidiu retirá-lo do elenco do filme.

Passaram semanas buscando por outros candidatos – até que Jonathan Lipnicki, de 6 anos, entrou em cena. Ele tinha cabelo, óculos, e uma ótima atitude. Mas … ele já havia feito um comercial do McDonald’s.

Você nunca pode se fechar completamente porque pensa que sabe o que deseja. Às vezes, a resposta certa apenas bate a sua porta.

Texto original publicado (em inglês) por Eric Jackson, no site da revista Forbes
https://www.forbes.com/sites/ericjackson/2017/01/27/the-6-career-lessons-we-should-take-from-jerry-maguire/#20fb95e2f32b

Deixe uma Resposta

XHTML: Você pode utilizar essas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>